Detalhes da Viagem:

Data: 18/06/2011
Cidades Visitadas: 78
Distância Percorrida: 1894 km

Pequeno resumo da viagem:

 

 

 

 

Veja mais fotos do Mato Grosso do Sul: Clique Aqui

Percorremos hoje 346 km, sendo 90 km de estrada de chão e conhecemos cinco (cinco) cidades: Paranaíba, Inocência, Cassilândia, Chapadão do Sul e Costa Rica (capital estadual do algodão). Destacamos em Cassilândia o Balneário do Salto (uma linda queda d’agua), porém abandonado, a fauna entre Inocência e Cassilândia (tatus, siriemas, gaviões, etc.) e as belas casas de Chapadão do Sul. Amanhã conheceremos com mais detalhes Costa Rica, Figueirão e Alcinopólis.
Para fechar com “chave de ouro” nossa visita à cidade de Costa Rica/MS, visitamos o Parque Municipal Salto do Sucurui onde deparamos com lindas cachoeiras que poderão ser vistas nas fotos que aqui postaremos. Percorremos 283 km, sendo 150 de estradas de chão e pudemos conhecer Figueirão/MS, com a sua pedra bonita e seu Cristo e também Alcinopólis/MS com sua linda praça. Com destino a Sonora/MS, nossa próxima cidade, fizemos uma parada para pernoite na cidade de Coxim/MS.
Partimos cedo para a cidade de Sonora/MS, cidade mais ao norte do estado, quase na divisa com o MT. Conhecemos o Balneário Pôr do Sol, um lindo lugar para descansar e lazer. Propuseram-nos conhecer o sumidouro do Rio Taquari na região e partimos em busca de algumas belas fotos e o que encontramos foi uma estrada de chã muita arenosa e como era de esperar ficamos atolados impossibilitando a nossa passagem até o sumidouro. Visitamos Pedro Gomes/MS e retornamos para a cidade de Coxim/MS onde pernoitamos.
Saímos de Coxim/MS por volta das 07:00 hs (horário local) com destino a Rio Verde de Mato Grosso/MS e após percorrer 67 km de asfalto encontramos vários balneários dos quais podemos destacar “Sete Quedas”, “Acqua Park” e “Quedas d’Água”. Partimos em direção a Rio Negro/MS onde almoçamos e conhecemos mais um lindo balneário. Chegamos a São Gabriel do Oeste para um pernoite merecido após percorrer 179 km de estrada de chão.
Nossa primeira parada hoje foi em Camapuã/MS e logo na entrada da cidade um belo Cristo nos aguardava. Passamos por Bandeirantes/MS e depois de 70 km de estrada de chão chegamos a Corguinho/MS, onde conhecemos o Balneário da Barrinha onde os Rios Corguinho e Aquidauana se encontram. Próximo a Corguinho/MS fomos a Rochedo/MS e mais uns 60 km de chão chegamos a Jaraguari localizada bem próximo da BR-163. Como o dia rendeu bem, resolvemos pernoitar em Campo Grande/MS (capital do MS).
Hoje tiramos o dia para fazermos um city tour pela cidade de Campo Grande/MS, porém não foi uma boa ideia uma vez que a temperatura chegou a 11 graus. Tirando o frio cortante conseguimos fazer várias fotos e muitos filmes que vocês poderão curtir aqui no blog assim que chegarmos. E também já sabemos que o dia de amanhã será mais frio que o de hoje.
Nosso dia começou com muito frio (entre 4º e 6º) e partimos de Campo Grande/MS com destino a Terenos/MS onde pudemos conhecer mais alguns balneários e um desfile fantástico de uma boiada em plena BR-262. Seguindo adiante chegamos a Dois Irmãos do Buriti/MS onde deparamos com uma linda imagem da Serra de Maracaju. Hoje nosso dia foi mais tranquilo, uma vez que não tivemos que percorrer um km sequer de estrada de chão e chegamos a Anastácio/MS, uma cidade bem tranquila e calma e colada com Aquidauana, uma grande cidade do centro de Mato Grosso do Sul, onde aproveitamos para pernoitar.
Saímos de Aquidauana/MS por volta das 07:00 hs (horário local) com destino a Miranda/MS e pudemos constatar a beleza do artesanato dos índios Terenas. Depois de percorrer 233 km de Miranda/MS até Ladário/MS e enfrentar várias obras na BR-262, fomos agraciados com belas paisagens neste trecho. A fauna exuberante sempre presente em todo o trajeto da viagem e uma vegetação bem característica e marcante. Em Corumbá/MS, a cidade mais a oeste do estado do Mato Grosso do Sul e bem próximo à divisa com a Bolívia, não poderíamos deixar de conhecer o belo Cristo que protege a cidade e de dar um pulinho no nosso vizinho sul-americano.
Saímos hoje de Corumbá/MS, debaixo de muita chuva e muito frio, com destino a Bodoquena/MS. Infelizmente hoje o dia foi só de estrada, onde pudemos curtir a presença de araras de todas as cores, tamanduás, jacarés, tuiuiús, tucanos, antas, capivaras, gaviões e etc. Almoçamos em Nioaque/MS e partimos para Guia Lopes da Laguna/MS, onde ficamos impressionados com a beleza da igreja de São José e por fim chegamos a Jardim/MS para o pernoite. Amanhã se der tudo certo e a chuva ajudar, chegamos a Bonito/MS pela manhã.
Contrariando ou tentando contrariar a chuva que caia sobre Bonito/MS, tentamos por mais uma vez conhecer alguns lugares interessantes e seguimos por quase 20 km estrada de chão até a nascente do rio Sucuri e conhecemos um lindo balneário chamado de “Praia da Figueira”, onde fomos recebidos muito bem pelos funcionários. Logo em seguida resolvemos partir em direção a Porto Murtinho/MS que dista 208 km de Bonito/MS e com o adiantado da hora, o frio cortante e a chuva enjoada resolvemos pernoitar.
Pernoitamos na cidade de Jardim/MS que dista aproximadamente uns 60 km de Bonito/MS e aproveitamos quase toda a manhã para conhecê-la. Uma cidade inserida no contexto da Guerra do Paraguai com belas paisagens e um artesanato feito em osso e madeira de encher os olhos. Almoçamos em Bonito/MS e devido às chuvas que insistem em atrapalhar nosso passeio nos recolhemos ao hotel para o pernoite. Pedimos desculpas, mas devido a um problema no wi-fi tivemos que postar somente hoje (01/07/11).
Acordamos em Porto Murtinho/MS com um frio intenso e é claro, com a chuva que não ainda não deu trégua e partimos em direção a Caracol/MS, uma cidade pacata, porém muito bonita. Quando chegamos a Bela Vista/MS pensamos encontrar uma pequena cidade, porém fomos surpreendidos com uma cidade de belas e grandes construções onde podemos destacar a Igreja de Pedra de São Geraldo. Já em Antônio João/MS uma forte cerração prejudicou substancialmente nossa visita. Nosso objetivo era dormir em Amambai, porém em Ponta Porã/MS estava com 9º e uma sensação térmica de 5º e um forte nevoeiro, então resolvemos pernoitar e rezar para o dia de amanhã ser melhor.
Hoje o nosso dia começou aos 6º, mas com uma sensação térmica de 4º ou 3º e para piorar a cerração não dava uma folga. Não podíamos deixar de dar uma passadinha no Paraguai para uma visitinha rápida e ficamos impressionados com o tamanho do Shopping China e com a diversificação de produtos. Partimos então para Aral Moreira/MS e como tinha jogo do Brasil, fomos logo em seguida para Coronel Sapucaia/MS onde deparamos com um bando de emas. Chegamos a Amambai por volta de 15:10 na hora do jogo e aproveitamos para pernoitar. Pelo menos hoje a chuva deu uma trégua.
Saímos hoje de Amambai/MS e seguimos direto para Tacuru/MS, já com um solzinho maroto, mas pelo menos deu as caras. A chuva deu uma trégua durante o dia, mas na madrugada ela caiu com vontade e para evitar alguma surpresa procuramos evitar as estradas de chão, portanto alterando um pouco o planejado e seguimos para Paranhos/MS. Ao chegar a Sete Quedas/MS deparamos com um lago bonito e diferente, o lago da Sucuri, que tem um formato de um “S” e após seguimos para Iguatemi/MS, uma linda cidade com ruas largas e bem arborizadas e por fim fomos para Mundo Novo/MS para o pernoite. O frio continua intenso, entre 4ºC e 8ºC.
Ao acordarmos em Mundo Novo/MS testemunhamos o nascimento de um belo sol apagando aquela imagem horrível de cerração e chuva, porém o frio continuou, mas não por muito tempo animando um pouco mais a viagem. Com o bom tempo demos um pulo até a belíssima ponte Ayrton Senna sobre o Rio Paraná que fica na divisa dos estados do MS/PR. Com uma rápida passada por Japorã/MS chegamos a Eldorado/MS. Nosso almoço hoje foi na cidade de Itaquiraí/MS e seguimos para Naviraí/MS, uma bela cidade planejada, para o nosso pernoite.
Saímos hoje com 9ºC de Naviraí/MS, porém com um lindo sol. Rapidamente já estávamos sentindo calor. Sem chuva, sem cerração e sem frio partimos para Juti/MS. Passamos por Caarapó/MS sem muita demora e como é padrão das cidades sul-mato-grossenses, ruas largas e bem arborizadas. Depois de enfrentar 40 km de chão, chegamos a Laguna Carapã/MS e ficamos admirados com a simplicidade e beleza que ela ostenta. Para o almoço, escolhemos a cidade de Dourados/MS onde pudemos conhecer vários parques e praças de rara beleza. Em Itaporã/MS o que marcou foi a beleza da igreja de São José e em seguida fomos para Maracajú/MS para nosso pernoite.
Saímos de Maracaju/MS com destino a Sidrolândia/MS e estivemos num posto de gasolina chamado Nossa Senhora de Abadia para trocar o óleo do carro e abastecer e tivemos um atendimento de primeira. Com o óleo novo enfrentamos uma estrada de chão, almoçamos e chegamos a Nova Alvorada do Sul/MS. Rapidamente partimos para Rio Brilhante/MS e deparamos com uma linda praça no centro da cidade chamada Dr. Boaventura e seguimos para Douradina/MS. Já cansados corremos para Fátima do Sul/MS para pernoitar e para nossa surpresa, presenciamos um lindo pôr do sol numa linda cidade.
Logo cedo fomos recebidos pelo Cristo na entrada da cidade de Jateí/MS e ficamos impressionados com o tamanho da fogueira montada para a festa de aniversário da cidade que acontecerá neste final de semana e partimos para Glória de Dourados/MS e depois Deodapólis/MS onde tentamos localizar uma cachoeira fora da cidade e não obtivemos êxito. Partimos para nossa maior viagem no dia de hoje (150 Km) até a cidade de Novo Horizonte do Sul/MS e após fomos para Ivinhema/MS para pernoitar, que por sinal é uma linda cidade.
Depois de uma boa noite de sono, partimos em direção a Angélica/MS apenas 16 km de Ivinhema/MS. Depois fomos para Nova Andradina/MS, onde deparamos com várias praças no centro da cidade, uma mais bonita que a outra. Partimos para Taquarussu/MS e um belo Cristo na entrada da cidade dava as boas vindas. Chegamos a Batayporã/MS e presenciamos um bonito lago na frente da prefeitura e aproveitamos para almoçar e seguimos para Anaurilândia onde conhecemos o balneário municipal, uma bonita área de lazer as margens do Rio Paraná e aproveitamos para pernoitar.
Saímos cedo em direção a Bataguassu/MS e constatamos a linda praça dos tucunarés e logo seguimos para Brasilândia/MS que fica bem próximo a divisa de São Paulo e não podíamos deixar de ir até a linda ponte sobre o Rio Paraná que divide os dois estados. Então fomos para Santa Rita do Pardo/MS e nosso objetivo era percorrer 120 km de estrada de chão e chegar até a cidade de Ribas do Rio Pardo/MS, porém como hoje não era nosso dia de sorte, erramos o caminho e andamos 38 km pelo caminho errado, então resolvemos voltar para Santa Rita do Pardo/MS para pernoitarmos. Foram 76 km de chão em vão. Imprevistos acontecem (risos).
Partimos cedo para o nosso maior desafio no estado do MS, chegar a Ribas do Rio Pardo/MS (capital do gado) partindo de Santa Rita do Pardo/MS, 187 km onde 120 km era de chão e gastamos 04:04 hs. Depois deste desafio aproveitamos para almoçar e partimos para Água Clara/MS. Cansados da viagem da manhã e mais 131 km até Três Lagoas/MS resolvemos pernoitar nesta linda cidade.
Como chegamos ao final da tarde em Três Lagoas/MS, tivemos que usar quase a manhã toda para fazermos algumas fotos e filmes da cidade que realmente é muito bonita. Partimos então para Selviria/MS, uma cidade pequena, porém muito agradável. Depois de 50 km chegamos a Aparecida do Taboado/MS, aproveitamos então para almoçarmos e após uma volta pela cidade fomos em direção ao local que escolhemos para comemorar o fim de mais uma expedição (a maior ponte rodoferroviária do mundo) e poder confirmar para todos aqueles que nos seguiram, apoiaram e torceram que a MISSÃO ESTÁ CUMPRIDA.