Ceará – Significado dos Nomes

Cidades ordenadas por ordem alfabética:

1. Abaiara: Palavra originária do tupi que significa Homem-Rei em homenagem a D. Pedro II.
2. Acarape: De Acara pé, Caminho dos Acarás, Canal do Peixe ou Caminho das Garças.
3. Acaraú: Palavra originária do tupi, que significa Rio das Garças
4. Acopiara: Acopiara é uma composição da língua tupi aquele que cultiva a terra, o agricultor ou o lavrador. – Proveniente da denominação do rio que atravessa a cidade.
5. Aiuaba: Vem do tupi-guarani e significa lugar da bebida ou bebedouro.
6. Alcântaras: O nome Alcântaras é uma homenagem à família Alcântara.
7. Altaneira: A Vila que deu origem a cidade era denominada de Santa Tereza por sugestão do Padre David Moreira foi adotado o nome de Altaneira devido a sua altitude.
8. Alto Santo: Nome simplificado de Alto Santo da Viúva, lugar que pertencia à viúva do cel. Teodésio Pereira.
9. Amontada: Existem duas versões para a origem do nome da região, uma que vem do tupi-guarani e outra que vem do português antigo, como um local de pouso, para os vaqueiros que vinham da serra de Itapipoca e descansar nas margens do Aracatiaçu.
10. Antonina Do Norte: ANINHA SAMPAIO sugeriu o nome de “Antonina” em homenagem a sua mãe. O nome de Antonina do Norte, porque já existia uma “Antonina” no Paraná.
11. Apuiarés: Vem do tupi-guarani apu ou apo (raiz, origem) e are (gosto de fruta), e significa raiz com gosto de fruta.
12. Aquiraz: Vem do tupi-guarani e significa “Água Logo Adiante”.
13. Aracati: Vento que soprava do norte e refrescava os ardores do estio
14. Aracoiaba: Vem do tupi-guarani ara (ave), cói (falar) e aba (lugar), e significa lugar do canto das aves.
15. Ararendá: Significa lugar das araras ou donde se obtém pouso dos papagaios ou das araras. A aldeia dos índios Tabajara chamava-se Ararena, porém o capuchinho francês Claude de Abbeville grafou Ararendá.
16. Araripe: Vem do tupi-guarani ara (dia, tempo, mundo e até claridade), ari (o começo ou o nascimento) e pe (em, lugar, onde) e significa “lugar onde começa o dia”.
17. Aratuba: Vem do tupi-guarani ara (pássaro) e tyba (abundância, grande quantidade) e significa abundância de pássaros, passarada.
18. Arneiroz: Arneiroz vem de corruptela de arenaríola do Português da época medieval e significa terreno estéril ou arenoso.Proveniente da denominação de antiga freguesia de Portugal
19. Assaré: Vem do Tupi Guarani içá (estaca) e ere (Partícula afirmativa) e significa naturalmente alguma estaca ali encontrada pelos índios e que atraiu-lhes a atenção ou do Tapuia aça-ré (a travessia diferente) e significa atalho.
20. Aurora: Vem do Português Aurora e significa Amanhecer. Sua denominação original era Venda, depois Aurora Velha, Aurora Nova e desde 1883 Aurora.
21. Baixio: Terreno não elevado de chão úmido
22. Banabuiú: Vem do Tupi Guarani Bana (Borboleta) e Buy ou Puyú (Brejo) e significa Brejo das Borboletas. De acordo com Tomás Pompeu de Sousa Brasil, Banabuiú significa Rio que tem muitas voltas: bana (que torce, volteia); bui (muito, com excesso); e u (água, rio).
23. Barbalha: Originário do sobrenome de moradora e firmado por corruptela de Barbalho
24. Barreira: Barreira faz alusão ao solo da região. Sua denominação original era Barreira Vermelha e, desde 1938, Barreira.
25. Barro: É uma alusão ao riacho e a fazenda Barro. Sua denominação original é Barro, sem modificações no decorrer dos tempos.
26. Barroquinha: Proveniente da geologia, de pequenas massas erodidas ou barrocos, de onde terá se originado, Barroquinha
27. Baturité: Vem do decomposto do Tupi bu (sair, rebentar, sair da fonte), ty (água) e ete (boa) e significa sair água boa, uma alusão às inúmeras fontes de água cristalina que jorram da serra; ou uma corrutela do ibi (terra), tira (alta), eté e significa serra.
28. Beberibe: Palavra indígena, de origem tupi, cujo significado pode ser “lugar que junta água (conforme a maré)”, ou “no rio das arraias”, ou “lugar onde cresce a cana”.
29. Bela Cruz: Proveniente da primitiva cruz erguida pelo missionário Frei Vidal da Penha.
30. Boa Viagem: Faz uma alusão a santa e uma história de tradição oral, tipo Romeu e Julieta.
31. Brejo Santo: Proveniente do sítio Brejo, que pertencia aos irmãos Santos.
32. Camocim: Palavra originária do tupi, que significa Buraco para Enterrar Defunto.
33. Campos Sales: É uma alusão ao quarto presidente da República Federativa do Brasil, Manoel Ferraz de Campos Sales.
34. Canindé: De denominação de tribo tapuia que habitava a região. Etimologicamente existem duas versões: Teu Seio ou Tua Cama, e ainda, Teu Mato
35. Capistrano: É uma alusão ao historiador Capistrano de Abreu.
36. Caridade: É uma alusão a uma instalação de uma missão religiosa junto a fazenda Cágado. Sua denominação original era Kágado e desde 1911 Caridade.
37. Cariré: Palavra originária do tupi, que significa peixe diferente
38. Caririaçu: O topônimo Caririaçu vem do Tupi Cariri ou Kiriri (calado, taciturno) e Assú ou Açú ou (sufixo aumentativo), uma composição que significa Caladão.
39. Cariús: Palavra originária do tupi, que significa água que sai do mato
40. Carnaubal: Faz uma alusão a vegetação predominante nas região deste, as várzeas de carnaubais
41. Cascavel: Proveniente da denominação do sítio de propriedade de Manoel Rodrigues da Costa.
42. Catarina: É uma homenagem a devoção à Santa Catarina. Outra possível origem deste topônimo, é uma homenagem a uma filha do casamento de uma índia Tabajara e um membro da família Feitosa.Sua denominação original era Santa Catarina , depois Sítio Catarina e desde 1938 Catarina.
43. Catunda: É uma alusão ao professor, escritor, historiador, senador Joaquim Catunda.
44. Caucaia: Denominação de aldeia indígena. Etimologicamente significa Mato Queimado ou Vinho Queimado
45. Cedro: É uma alusão a abundância da árvore existente na região no município. Sua denominação original era Fazenda Cedro, depois Cedrinho de Açúcar e desde 1920, Cedro.
46. Chaval: Lugar que fecha o território, ponto estratégico contra os inimigos
47. Choró: Originário da palavra tupi chororó. Etimologicamente significa Rio Murmurante
48. Chorozinho: Faz referência ao diminutivo de Choró. Seu núcleo de formação originou-se na construção do Açude Choró.
49. Coreaú: Originário da denominação do rio que atravessa a cidade – Curuayú ou Coreahu vem do Tupi Guarani curia (ave aquática de pequeno porte)
50. Crateús: Palavra originária do tupi, que significa Raiz de Lagarto
51. Crato: Homenagem a D. Antônio, Prior do Crato, príncipe bastardo e pretendente ao Trono Luso
52. Croatá: Croatá é uma alusão à planta silvestre da família das bromélias, também chamada gravatá, coroatá, caruá, coroá, crauá, croá, caroá, que é abundante na região e que tem diversas utilidades. Das folhas retira-se fibra sedosa que serve para fazer cordas, linhas de pesca, capacho, e até alimento.
53. Cruz: Proveniente de cruz existente no local em que morreu de fome um retirante da seca
54. Deputado Irapuan Pinheiro: Denominação atual, nome do deputado que representou o município na assembleia legislativa.
55. Ererê: Tem nome originário do Tupi o que traduzido quer dizer “canoa-marreca”, ave da família dos anatídeos comum no Nordeste brasileiro.
56. Eusébio: Em homenagem ao abolicionista Eusébio de Queiroz Matoso e Câmara.
57. Farias Brito: O nome Farias Brito é em homenagem ao filósofo “Raimundo de Farias Brito”. Antigamente o município possuía o nome de Quixará.
58. Forquilha: O nome do município se dá devido a junção dos rios Timbaúba e Oficina formarem o principal açude da cidade, lembrando assim o formato de uma Forquilha.
59. Fortaleza: Proveniente da Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção
60. Fortim: Forma reduzida da palavra Fortinho, antiga denominação da sede do distrito de Canoé
61. Frecheirinha: A índia Flexeira deu à luz uma filha que em pouco tempo tornou-se muito mais hábil no manejo da flecha do que a própria mãe e logo ficou muito querida e respeitada na aldeia. Em homenagem à indiazinha a aldeia passou a ser chamada de “Flexeirinha”. Daí surgiu a toponímia Frecheirinha, ou seja, nome adaptado do diminutivo de flecheiras.
62. General Sampaio: É uma alusão a Antônio Sampaio, morto na guerra contra o Paraguai, e patrono da infantaria do exército Nacional.
63. Graça: Nome Simplificado da Padroeira Local, Nossa Senhora das Graças.
64. Granja: Proveniente de denominação de povoação ao norte de Porto, em Portugal
65. Granjeiro: Homenagem à família Granjeiro
66. Groaíras: O nome Groaíras, significa “mel que os passaram gostam”.
67. Guaiúba: Palavra originária do Tupi, que significa vale de muita água.
68. Guaraciaba Do Norte: Guaraciaba que quer dizer “Raio de Sol ou Cabelos Louros” em Tupi Guarani.
69. Guaramiranga: Vem do Tupi guará (vermelho) e miranga ou piranga (garça), significando Pássaro Vermelho
70. Hidrolândia: Seu primeiro nome foi Cajazeiras, devido a um grande pé de cajazeira que ficava as margens do rio Batoque, que corta a cidade. Anos depois na cidade é encontrado uma fonte de águas sulfurosas e a elas se atribuem “milagres”, dessa forma a cidade recebe um outro nome em homenagem à fonte, passando então a se chamar Hidrolândia, ou seja, terra das águas. Hidro = água e Lândia = cidade.
71. Horizonte: Horizonte é uma alusão a localização do povoado que tinha extensão que a vista não alcança.
72. Ibaretama: Vem do Tupi Guarani e significa ibá: fruto, árvore frutífera; e retam: terra natal, pátria, região. Sua denominação original era Serra Azul , depois São Luís e desde 1938 Ibaretama.
73. Ibiapina: Palavra Originária do Tupi, que significa Terra Tosqueada.
74. Ibicuitinga: Era distrito de Morada Nova e se chamava “Areia Branca”, depois passou a se chamar Ibicuitinga, que em Tupi Guarani, também quer dizer “Areia Branca”.
75. Icapuí: Palavra originária do Tupi, que significa canoa ligeira
76. Icó: Sua origem vem de uma das tribos que habitavam às margens do Rio Salgado, denominada ikó.
77. Iguatu: Vem da língua tapuia significado rio bom ou água boa. É uma alusão a grande lagoa, a maior do estado do Ceará.
78. Independência: O nome diz respeito à suas consecutivas perdas do status de município, que por muitas vezes aconteceu, e muitas vezes conseqüentemente o município conquistava sua “Independência”- Proveniente da denominação de rio que atravessa o território.
79. Ipaporanga: Em Tupi quer dizer “Águas belas ou Lagoa Bonita”.
80. Ipaumirim: De formação erudita, com fundamento no Tupi, que significa Lagoa Pequena
81. Ipu: Palavra Originária do Tupi, que significa queda d’água
82. Ipueiras: Palavra originária do tupi, que significa lugar raso em que se acumula água
83. Iracema: É uma alusão a personagem da obra literária de José de Alencar. Sua denominação original era Quixoaçu, depois Quixoxó, Quixoçó, Caçocê,Caixapó, Caxocó, Vila de Iracema e desde 1990, Iracema.
84. Irauçuba: Nome de origem Tupi, que significa (Ita + y + tinga) Rio das Pedras Brancas.
85. Itaiçaba: Palavra originária do Tupi, que significa rio das conchas.
86. Itaitinga: Palavra de origem Tupi, que significa “Passagem das Pedras”.
87. Itapajé: Vem do tupi-guarani ita (pedra) e pajé (feiticeiro indígena), e assim significa pedra do feiticeiro.
88. Itapipoca: Palavra originária do Tupi, que significa pedra rebentada
89. Itapiúna: Itapiúna advém do vocábulo itapeuna que significa, segundo Silveira Bueno, a pedra negra, o lajeado preto. Do tupi itapé: laje; e una: preto. Segundo outros autores, significa caminho das pedras pretas. De itá: pedra; pé: caminho; e una: negra.
90. Itarema: Palavra originária do Tupi, que significa Pedra de Cheiro Desagradável
91. Itatira: Vem do Tupi ita (pedra) e tira (áspero) e significa pedra de aparência áspera, faz assim uma alusão a cordilheira de serras e pedras da região.
92. Jaguaretama: Palavra originária do tupi, que significa Lugar Onde Moram as Onças
93. Jaguaribara: Denominação de uma tribo de Índios que habitavam a região. Etimologicamente significa Moradores do Rio das Onças
94. Jaguaribe: É um vocábulo indígena que significa “no rio das onças”. Do tupi yaguar = onça; y: rio = e pe = em.
95. Jaguaruana: Palavra de origem Tupi que significa “Onça Preta”.
96. Jardim: Nome de um dos riachos que banham seu território, originalmente chamava-se Santo Antônio do Jardim. Desmembrado de Crato.
97. Jati: Palavra de origem Tupi que significa “Pequena Abelha”.
98. Jijoca De Jericoacoara: Nome composto de origem tupi, significando Jijoca-Casa das rãs e Jericoacoara-Buraco das tartarugas
99. Juazeiro Do Norte: Proveniente da denominação do sítio, onde, sobre a fronde de um juazeiro (árvore tipica da região nordestina), acontecia feira-livre.
100. Jucás: Palavra originária do Tupi, que significa Matar, nome de uma árvore leguminosa, nome de uma tribo indígena, árvore do jucá, da qual os índios faziam os seus tacapes ou paus de matar.
101. Lavras Da Mangabeira: O topônimo Lavras da Mangabeira é uma alusão a atividade que foi exercida no local, a mineração, e o nome da árvore abundante na região, a mangabeira (Hancornia speciosa).
102. Limoeiro Do Norte: É uma alusão as plantações de limoeiros feitas pelos índios Paiacu.
103. Madalena: A origem do nome é por estar situado à margem esquerda do riacho Barrigas, um dos formadores do rio Quixeramobim e que, segundo Raimundo Girão, toma o nome de Madalena ao passar pelo Povoado.
104. Maracanaú: Vem do tupi-guarani e significa lagoa onde os maracanãs bebem.
105. Maranguape: Palavra originária do tupi, que significa Vale da Batalha
106. Marco: É uma alusão ao marco que delimita as terras entre Acaraú e Santana do Acaraú
107. Martinópole: O nome é uma homenagem ao Monsenhor Martins, um grande benfeitor da cidade.
108. Massapê: Vem do latim e significa solo argiloso, compacto de coloração escura.
109. Mauriti: Palavra originária do tupi, que significa Árvore Que Dá Sumo
110. Meruoca: O topônimo Meruoca vem do tupi e significa: Morada das moscas , meru : mosca; e oca: casa, morada.
111. Milagres: É uma homenagem a Padroeira Nossa Senhora dos Milagres.
112. Milhã: Milhã é um nome de um capim existente na região.
113. Miraíma: Palavra originária do tupi, que significa gente fiandeira
114. Missão Velha: É uma alusão ao trabalho de catequese desenvolvido pelos frades Capuchinos.
115. Mombaça: Mombaça é o nome de uma cidade africana. Antiga freguesia de Santo Antônio de Quixeramobim, o distrito passou a ser chamado de freguesia de Nossa Senhora da Glória de Mombaça em 1832.
116. Monsenhor Tabosa: Homenagem ao Monsenhor Antônio Tabosa Braga.
117. Morada Nova: O nome Monsenhor Tabosa é uma homenagem ao Sacerdote Antônio Tabosa Braga.
118. Moraújo: Por dominarem na região as famílias Morais e Araújo, o lugarejo passou a se chamar Moraújo.
119. Morrinhos: Proveniente da geomorfologia local
120. Mucambo: Lugar de esconderijo das mulheres índias nos períodos de aleitamento.
121. Mulungu: O nome Mulungu é denominação de uma planta.
122. Nova Olinda: Nova Olinda é uma homenagem a cidade Pernambucana de Olinda.
123. Nova Russas: É uma alusão à cidade de São Bernardo de Russas, a cidade natal do padre Joaquim Ferreira de Castro, o primeiro vigário da capela de Nossa Senhora das Graças
124. Novo Oriente: Tinha o nome de Lagoa do Tigre, pelo fato de haver uma lagoa, onde pastava o gado e ali apareciam onças que o devorava. O nome Novo Oriente surgiu do primeiro sacerdote da localidade, padre Afonso de Gouveia, vigário de Independência, que veio celebrar a primeira missa. Na ocasião, o mesmo, achando a situação geográfica com muitos montes, lembrou-se do Oriente e teve a ideia de atribuir a esta região, o poético nome de Novo Oriente.
125. Ocara: Vem do tupi-guarani e significa palco, terreiro ou terraço de aldeia ou taba.
126. Orós: Orós, no sufixo grego-universal, significa montanhas.
127. Pacajus: Proveniente da denominação da aldeia indígena dos tapuios paiacus ou pacajus.
128. Pacatuba: Vem do tupi-guarani paca (animal), tuba (lugar abundante) e significa lugar de muita paca. Sua denominação foi sempre Pacatuba, sem haver alterações.
129. Pacoti: Palavra originária do Tupi, que significa Lagoa das Cotias e Voltado para Mar
130. Pacujá: Frutas da Pacová e folha de enrolar.
131. Palhano: Homenagem ao primeiro morador da região, José Palhano
132. Palmácia: O nome Palmácia, tem formação erudita, vem de Palmaceae, família botânica das palmeiras. Antes de Palmácia, o nome sugerido foi Pindobal que também significa terra das palmeiras, mas não foi aceito pela população local.
133. Paracuru: Palavra originária do tupi, que significa Lagarto do Mar ou Mar de Cascalho.
134. Paraipaba: Etimologicamente significa lugar onde as águas pluvias se confundem com as marés.
135. Parambu: Palavra Originária do tupi, que significa Pequena Cachoeira
136. Paramoti: Vem do Tupi Guarani e significa “Rio que se estreita”.
137. Pedra Branca: Proveniente de pedra muito alva existente na região
138. Penaforte: O nome foi dado em homenagem ao cônego Raimundo Wlisses Penaforte.
139. Pentecoste: O nome é em razão da 1ª missa ali celebrada ter sido consagrada ao Espírito Santo.
140. Pereiro: Há duas versões para o nome: uma é homenagem ao seu fundador Manoel Pereiro e a outra pela quantidade de árvores do mesmo nome.
141. Pindoretama: – Palavra originária do Tupi, que significa Região das Palmeiras
142. Piquet Carneiro: O nome do município é uma homenagem ao engenheiro Bernardo Piquet Carneiro (avô do piloto Nélson Piquet).
143. Pires Ferreira: Foi denominado de Pires Ferreira em referência ao Dr. Antônio Sampaio Pires Ferreira, engenheiro que dirigia a obra.
144. Poranga: Vem do Tupi Guarani “porang” que significa belo, lindo, formoso, bonito.
145. Porteiras: Forma reduzida da antiga denominação de Porteiras de Fora
146. Potengi: Palavra de origem Tupi que significa “Riacho dos Camarões”. Chamava-se primitivamente “Xique-Xique”.
147. Potiretama: A palavra potiretama tem origem tupi e significa “lugar dos camarões”. De poti: camarão; e retama: a terra natal, a pátria. Outra versão interpreta o vocábulo como “região das flores”. De potyra: flor; e etama: lugar, região, pátria.
148. Quiterianópolis: Homenagem a Dona Quitéria de Lima, fundadora do reduto.
149. Quixadá: É uma palavra derivada de alguma das línguas indígenas faladas no território cearense antes do descobrimento.
150. Quixelô: O nome é de origem indígena, em referência à tribo que habitou a região.
151. Quixeramobim: O município é banhado pelo rio Quixeramobim, que originou o nome da cidade.
152. Quixeré: Proveniente da denominação do rio que atravessa a cidade
153. Redenção: O nome Redenção vem do fato de que esta vila (antiga vila do Acarape – acarás em tupi = lugar de peixes) foi o primeiro município do Brasil a libertar os escravos.
154. Reriutaba: Nome em alusão aos índios “Reriús”, antigos habitantes da região.
155. Russas: Proveniente da criação de cavalos e éguas por um fazendeiro local, cor das éguas de um velho que se destacavam pela uniformidade de sua cor encarnada.
156. Saboeiro: Significa vendedor de sabão.
157. Salitre: Originário de uma mina de salitre localizado no sopé da Serra do Araripe.
158. Santa Quitéria: O nome da cidade é uma homenagem a Santa Quitéria, mártir do século II.
159. Santana Do Acaraú: Nome em homenagem a padroeira do município, Nossa Senhora de Santana e o nome do Rio Acaraú que em tupi significa ‘rio dos acarás’. De ‘acara’ (acará) e hy (rio).
160. Santana Do Cariri: Nome em homenagem a padroeira do município, Nossa Senhora de Santana. Chamava-se primitivamente Santana do Brejo Grande e Santonópole.
161. São Benedito: Um índio que tinha especial devoção por São Benedito adotou esse nome para o povoado. Variação Toponímica: São Benedito da Ibiapaba.
162. São Gonçalo Do Amarante: Homenagem ao padroeiro do município.
163. São João Do Jaguaribe: Em homenagem ao seu padroeiro São João Batista.
164. São Luís Do Curu: É uma alusão a capelinha que foi construída à margem direita do rio Curu.
165. Senador Pompeu: Homenagem ao Padre Tomaz Pompeu de Souza Brasil.
166. Senador Sá: Homenagem ao Senador Francisco Sá, representante antigo do Ceará no Senado.
167. Sobral: É uma alusão ao Distrito de Sobral, pertencente à Freguesia de Viseu. Sobral é uma palavra, de origem latina, que significa abundância de sobreiros (uma espécie de árvore de cujo tronco se extrai a cortiça).
168. Solonópole: Solonópole, que significa Cidade de Solon em homenagem a Manoel Solon Rodrigues Pinheiro, advogado, jornalista e professor nascido no município.
169. Tabuleiro Do Norte: É uma alusão a tipo do solo encontrado no município: solo arenoso (tabuleiro) e norte para diferenciar este município de Tabuleiro, no estado de Minas Gerais.
170. Tamboril: Em razão da existência na região de uma árvore com essa denominação.
171. Tarrafas: Antes do ano de 1840, pescando no Rio Bastiões, um tropeiro perdeu a sua tarrafa. Na época, o fato foi bem divulgado. Portanto, por volta de 1853, Dona Tereza Moreira mudou o nome de sua fazenda de Aroeiras para Tarrafas.
172. Tauá: É uma palavra de origem indígena que significa “Barro Vermelho”.
173. Tejuçuoca: Significa, em idioma indígena, morada do Tejuaçu, isto é, “morada dos lagartões”.
174. Tianguá: Palavra Tupi e significa “Boqueirão do Bico de Papagaio”.
175. Trairi: Palavra originária do tupi, que significa Rio das Traíras
176. Tururu: Palavra de origem tupi, que significa lugar dos caracóis.
177. Ubajara: Senhor das Canoas.
178. Umari: Designação comum das árvores da família das Icacináceas (Planta muito comum na região).
179. Umirim: É de origem tupi-guarani que significa riacho ou rio pequeno.
180. Uruburetama: Significa terra dos urubus. Procede do Tupi urubu; retama: a terra natal, a pátria.
181. Uruoca: É vocábulo indígena que significa “morada dos urus”. Do tupi uru: uru ou capoeira, uma espécie de ave; e oca: casa, habitação dos índios.
182. Varjota: Proveniente da configuração geomorfológica do terreno, no qual destacam-se pequenas várzeas.
183. Várzea Alegre: Conta-se que os primeiros exploradores da região, em suas perigosas caminhadas rumo ao Cariri, onde o Crato era ponto de convergência que atraía todos, viram aquele vale, localizado no meio de uma várzea e logo o apelidam de Várzea Alegre. É o único município que nunca mudou de nome desde 1870.
184. Viçosa Do Ceará: Abreviação de “Vila Viçosa Real da América” e posteriormente acrescentado “do Ceará”.